TRILHA ORATÓRIO – PRAIA DA FAZENDA

11 fev

DO RÚSTICO AO SUPER LUXO NO CONDOMÍNIO LARANJEIRAS, PARATY/RJ

 
 
Para pelo menos tentar descrever nossa impressão da Praia da Fazenda, é preciso contar um pouco da nossa realidade: 
 1.       Diárias de hospedagem acima de 25 dinheiros já nos causam séria preocupação quanto à duração da viagem;

2.      Nas refeições, o P.F. pode nos causar leve indigestão se custar mais que 10 dinheiros;

3.      Estamos acostumados com trânsito (muuuuito trânsito!!!) e viajamos com a lotação máxima dos carros para dividir o combustível (invariavelmente pago no cartão);

4.      Algumas de nossas convicções: banho quente é obrigatório, ponto de energia elétrica à disposição é luxo e dormir com areia no colchão inflável é coisa da vida;

5.      Nenhum de nossos amigos tem casa na praia pra emprestar, apenas barracas de camping;

6.      O custo médio das nossas viagens gira em torno de 250 dinheiros por pessoa e isso já causa um verdadeiro rombo no nosso orçamento;

7.       O fato de viajarmos somente no modo econômico nos limita, mas não nos impede de conhecermos lugares realmente maravilhosos e nos divertirmos muuuuito!

Isto posto, podemos agora contar o que vimos, e o que sentimos!

A TRILHA

   

 
 

Informações básicas

 

Tanto faz subida ou descida, a inclinação do morro é cruel!!!!

Partindo da praça, siga a  rua principal, vire à primeira à direita e deixe o asfalto (acesso  somente à pé contornando o muro da primeira casa – estacionamento do baixinho). O percurso total tem menos de 1 km, no trecho inicial apresenta degraus rústicos de madeira, há corrimão em alguns pontos de estreitamento e no final uma escadaria em eucalipto tratado que é um show de bioarquitetura, moleza né? Em dias secos pode até ser, mas com as chuvas do final do ano (dezembro/10) a dificuldade foi quadruplicada. Absurdamente íngreme e com solo argiloso, nem as raízes ou troncos das árvores livraram nossa cara nos 500 m de subida! E na descida a coisa não melhorou, ficou igualmente impossível manter o equilíbrio naquele barro que mais parecia um sabão.

  

Construção sustentável

 
ADENDO: Mata Atlântica preservada com presença de cobras (graaandes) e pegadas de animais (também graaandes) na trilha!

NOSSA MODESTA OPNIÃO: Nada de médio ou moderado, nossa classificação para essa trilha é nível “desafiador” com índice de 4 tombos por pessoa!

  
    PRAIA DA FAZENDA

 

A trilha termina na foz de um pequeno córrego, no canto esquerdo da praia, ao lado de um costão rochoso ideal para mergulho. Areia fina, águas transparentes e mar calmo, bonita. Mas sinceramente ela foi o que menos nos chamou atenção. talvez porque nos primeiros dias do ano os tons variavam do cinza ao preto, talvez porque as construções fossem mais oponentes, mas para que vcs não tenham uma impressão errada, roubamos umas fotinhas do Google:

 
 
 

Fotos tiradas em dias melhores e de ângulos melhores

 

  • A praia – possui apenas 490 m de extensão e  uma faixa de areia bastante estreita e inclinada, amendoeiras gigantescas sombream o gramado. Gente, vcs prestaram atenção ao que leram? “Amendoeiras” e “gramado” não parece completamente fora da nossa realidade tropical??? Por acaso amendoeira é arvore nativa? Será que não deveríamos estar falando de Chapéu de Praia e restinga?

Pousada, spa ou resort??? Ah, que nada!!! É só uma casinha de praia!!!

Gente!!!! Mosquiteiro no quiosque é desaforo né??!!

 

 As casas – quase  no final da trilha avistamos uma megaconstrução com paredes de vidro e espelhos d’água, que pensamos ser um spa, resort ou coisa parecida, mas era apenas e tão somente uma casa de praia! Um imóvel básico nesse condomínio vale vinte milhões de dinheiros (veja o anúncio aqui)
  
 
 
 

Transporte coletivo no Condomínio Laranjeiras

 

  • Os veículos – o intervalo entre pousos e decolagens no heliporto é infinitamente menor que o dos trens do metrô na Estação Sé na hora de pico!
  • 

 DADOS HISTÓRICOS:

A região de Laranjeiras já foi habitada pelos índios Tamoios, inimigos dos portugueses e aliados dos piratas e corsários franceses, ingleses e holandeses. Tempos depois abrigou a sede de uma grande fazenda produtora de aguardente que se estendia até as praias de Trindade. A Fazenda Laranjeiras era o local de moradia de 20 famílias nativas que viviam da pesca e principalmente da lavoura, isoladas devido ao difícil acesso, segundo informações de historiadores. Atualmente a Vila Oratório concentra 171 famílias e cerca de 580 pessoas. A população da Vila é jovem: 66% têm menos de 30 anos.

Maaaaaaaas, de um modo geral, sobre qualquer história existem dois possíveis diagnósticos: ou ela é uma mentira inventada por alguém que não estava lá,  ou é a versão do vencedor (o que vem a dar no mesmo, rs!). Em nome da “pretensa imparcialidade da informação” resolvemos dar crédito aos dois lados: 

A VERSÃO DOS VENCEDORES:

Uma incorporadora adquiriu o direito de posse dos moradores da Fazenda Laranjeiras e, além do valor da indenização, oferecendo a cada família uma casa com melhor infraestrutura e saneamento básico no vale que mais tarde se tornaria a Vila Oratório. Em mais de quarenta anos de existência, o condomínio têm contribuído ativamente para o desenvolvimento socioeconômico da comunidade local, através da geração de 300 empregos diretos e o empreendimento de diversas ações voltadas à saúde, lazer e cultura da população, beneficiando-a  inclusive, com o direito de uso de algumas dependências, como é o caso das marinas. A administração impõe aos condôminos, rígidas normas de preservação ambiental com o objetivo de minimizar os impactos e promover a sustentabilidade na relação entre o homem e a natureza. São distribuídas gratuitamente pulseiras ecológicas no intuito de controlar o acesso  e evitar o turismo predatório na região de Laranjeiras até Ponta Negra. 

A VERSÃO DOS VENCIDOS:

“Na década de 70, chegaram  oferecendo uma pequena quantia em dinheiro e uma casa para quem morava na praia”, Muitos não aceitaram, mas com tratores ameaçando passar por cima da casas, bombas e jagunços armados que estupravam as mulheres, os moradores não tiveram outra opção a não ser sair”, conta  Elvis Maia, presidente da Associação de Moradores de Vila Oratório.

O Condomínio deliberadamente: restringe o lazer da comunidade em suas quatro praias; impede a passagem de pescadores até o rancho onde são guardados os barcos; proíbe o embarque de determinados itens (por exemplo, materiais de construção) nas embarcações dos caiçaras da Praia do Sono e Ponta Negra (note-se que não há estrada e eles não tem outro meio de transporte de carga); assedia moralmente os funcionários em retaliação às manifestações da comunidade.

 DENÚNCIAS NA NET

 A extinção do pirão 

Elite oprime caiçaras 

Vizinhos ameaçadores

O RESUMO DA ÓPERA

A trilha requer atenção e deve ser feita principalmente em dias secos;

A praia é pública, mas se vcs não forem nenhum magnata ou pelo menos hóspede de algum, não terão o direito de se sentar à sombra das tais “amendoeiras” pois elas são o limite da propriedade do condomínio;

Ah! E não pisem com esses pés pobres naquele gramado onde todas as folhas são do mesmo tamanho e tonalidade, vcs podem perder até as calças numa ação judicial por invasão de propriedade particular, quase aconteceu conosco;

Em nossa rápida passagem pelas ruas do condômino (chamadas de picadas) quando voltamos da Praia do Sono, não conseguimos enxergar nada que justificasse  o blá blá blá da sustentabilidade: nenhuma lixeira para coleta seletiva, nenhum painel de captação de energia solar, nem a tal da pulseira ecológica nós ganhamos.

Os seguranças não foram grosseiros conosco, mas é nitidamente perceptível que a presença de um único pobre causa preocupação e mal estar aos condôminos.

Qual lado tem razão? Não sabemos, mas gente, falando sério, quando foi que a corda arrebentou do lado mais forte?

Bjo gente!!!!

Super lama autocolante nos pés e deslizante no chão!!!

Anúncios

4 Respostas to “TRILHA ORATÓRIO – PRAIA DA FAZENDA”

  1. Jose Francisco Silvestre 17/02/2012 às 10:42 #

    Estou adorando esse espaço pelos belos serviços prestados para quem gosta de viajar como eu. Continuem assim. Precisamos de cada vez mais qualidade nos lugares onde vamos. Assim o país passará a oferecer cada vez mais atrativos para todos!!!

    • Flávia 18/02/2012 às 11:56 #

      Olá, José Francisco!

      Obrigada pela visita e volte sempre para dividir suas viagens conosco!
      Bjo

  2. Jamil Borsari 07/01/2017 às 17:01 #

    Olá! Adorei o relato… Estou interessado em conhecer as 4 praias “do condomínio” e me pergunto: porque vocês foram pra praia da Fazenda por trilha? Nãos seria mais fácil ir pelo condomínio? Você acha que vão encrencar comigo quando eu chegar na portaria e disser que quero conhecer as 4 praias? Obrigado.

    • Flávia 08/01/2017 às 07:52 #

      Olá Jamil!

      Fomos pela trilha porque… erramos! !!
      A idéia era ir para Praia do Sono, mas como deixamos o carro numa casa/estacionamento um pouco afastada do centro da Vila, o morador nos orientou a cortar caminho por uma trilha secundária e economizar pernas até a “trilha do Sono” e advinha, desorientados e despercebidos, acabamos nos juntando à nata da sociedade!!!!

      Bem isso já faz muitos anos, não tenho idéia de como esteja agora.

      Um queridão amigo nosso vive arrumando esse tipo de treta em praias ditas particulares de Ubatuba, Laranjeiras, Angra, e te digo que ele sempre entra, nem que tenha que ameaçar chamar a polícia. Mas o cara é advogado e sabe quais leis o condomínio fere ao cortar o acesso público à praia.

      Eu sugiro que vc pare na Vila, tome uma breja e se informe com os moradores.

      Se não rolar ou tiver tempo, de uma olhada nas belezas do entorno: praia do sono e Trindade.

      Bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: