P E da Serra do Mar – Núcleo Picinguaba

26 abr

Olá, viajantes!

Mapa do Núcleo Picinguaba

Para variar, aproveitamos o feriado para fazer mais uma trilha, valendo carimbo nos nossos queriidos passaportes, no Núcleo Picinguaba, em Ubatuba, a 40 km do centro.

O Núcleo conta com várias trilhas e passeios, que podem ser agendados na

Sede do Núcleo Picinguaba

sede, através do telefone (12) 3832-9011 e 3832-1397. Oooou, para mais informações, pesm.picinguaba@fflorestal.sp.gov.br.

A trilha que nos dava o carimbo no Passaporte (e a que dava tempo de fazermos), é a Trilha da Praia Brava da Almada, com extensão de 4,2 km e duração de 4 horas (nós fomos em 1h45 e voltamos em 45 min, e fizemos uma horinha na praia! rs). A trilha é monitorada, então você vai precisar de um guia (o nosso guia nos cobrou R$ 60 pela ida, ou R$ 70, ida e volta). Perto da sede, há duchas de água doce e uma lanchonete da comunidade do Picinguaba, onde se pode fazer um lanchinho antes ou depois da trilha, ou mesmo para quem vai passar o dia na praia e volta com fome.

No caminho, encontramos o belíssimo Guaiamum, espécie em extinção em algumas partes do nosso país (ao lado esquerdo, no caminho que vai para a praia, tem algumas tocas. Mas preste atenção, e não faça muito barulho se quiser vê-los!).

Guaiamum!

É, eu “roubei” essa foto no Google, porque as que tiramos não ficaram tão boas. Eles estavam dentro do mato, correndo e entrando nas tocas. Mas não é lindo?

Canto da Praia da Fazenda

Água pura e gelada!

A trilha começa no canto direito da Praia da Fazenda. Segundo o nosso guia, o Bira, a praia da Fazenda já foi utilizada para várias gravações de novelas e filmes, inclusive o brasileiro Caramuru, que foi gravado neste canto mostrado na foto acima. Tem uma bica de água doce, para quem quiser se “abastecer” antes de começar a subida.

A trilha tem vários trechos bem íngremes (afinal, você vai subir um morro para sair na praia, do outro lado), e uma vegetação bem interessante. Como estávamos com um guia, enchemos o cara de perguntas e até descobrimos que existe um creme antiinflamatório feito com a erva-baleeira, o Acheflan®, estudado pela Unicamp e comercializado pelo Laboratório Aché. Eba! Vamos valorizar nossas descobertas!

Depois de algum esforço, chega-se à Praia das Conchas.

Praia das Conchas - Praia da Fazenda ao fundo

Uma rápida pausa para descanso, e prosseguimos.

Depois de mais ou menos duas horas, entre paradas para perguntas e bate-papo, chegamos ao nosso destino: a Praia Brava da Almada!

Praia Brava da Almada

Não entendi muito bem porque ela é chamada de “Brava”. Talvez em dias de muito vento, as ondas fiquem mais fortes e talz. Encontramos alguns surfistas tentando a sorte com suas pranchas. Eu, particularmente, achei a praia uma delícia. Quase plana, dá para andar até a água bater na barriga e continuar vendo seus pés lá no fundo. Água claríssima!

Um "condomínio" de Ouriços!

A praia é ladeada por um costão rochoso.

Temos uma curiosidade grande por costões, porque a vista em si é sempre algo interessante. Neste, encontramos um “condomínio” de ouriços. Eram muitos, muitos! Ficamos até com vontade de pegar um, mas depois achamos maldade demais incomodar o bichinho. Mas trouxemos a foto para vocês! rs

Depois da caminhada nas pedras e do mergulho, era hora de voltar. O guia ofereceu-se (gentilmente), para ir com os rapazes buscar o carro na Praia da Fazenda, enquanto as meninas esperariam na praia, mas nós preferimos voltar pela trilha. Explico: logo depois da praia da Almada, na Rodovia Rio-Santos, há uma trilha por onde se pode descer até a praia Brava. Então é possível para você, caminhante cansado, aguardar o guia trazer o carro ao invés de voltar pela mata. Que tal?

Espero que tenham gostado!

Bjo e abraço, até a próxima!!!

Anúncios

5 Respostas to “P E da Serra do Mar – Núcleo Picinguaba”

  1. Tiago Souza 27/04/2010 às 14:04 #

    Puuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuxa vida garotas, como assiiiiiiiiim vocês não fizeram a trilha de 20 km? Rs rs rs…. Seria a primeira da minha lista… Rs…
    VOcês disseram não ter tido tempo, mas como foi dessa vez? Bate-e-volta também? Várias trilhas no Núcleo heim? Muito bom… Já fiquei na Praia da Almada e da Fazenda, realmente é lindo demaaaaaaais lá… Saltar do píer não foi algo que fiz mas é algo que com certeza da próxima vez que eu estiver lá não deixará de ser feito! Rs… Se vocês lembram mais ou menos, em cima dessa bica tem um restaurantezinho e tal… e a gente ficou hospedado láááááááá em cima, depois que você sobe aquela escadaria toda e tem estilo uma igrejinha tem também, um pouco mais pra cima, uma casa com varanda de madeira lindíssima que dá pra uma vista fantástica… Nós ficamos lá. A vila lá é de pescadores, eu troquei idéia com uns também e tudo mais, é um barato… E ainda fizemos a ida pra Ilha das Couves que é fantááááástica demais. Enfim….

    Garotas, garotos, homens e mulheres, peço SUPLICADAMENTE convites pra quando fizerem esse estilo de aventuras… Rs… é loucura, eu sei, mas putz, aaaaaaamo vir aqui e ver esse monte de trips loucas… rs…

    Não tenho condições de ir pros lugares um pouco mais distantes de São Paulo pela questão do transporte (um ônibus daqui pra Ubatuba por exemplo é R$30,00/R$35,00 SÓ A IDA… então até o momento não rolava, e carro é mais tranqüilo porque você consegue rachar o combunstível… Porém até o final do mês que vem eu já vou estar com a minha bike e aí vou pegar estrada pra lugares mais desurbanizados e mais distantes… Se bobiar vou até pra Aguas da Prata, Bueno Brandão pedalando… de verdade…. rs….

    Grande beijo e Parabénsa já se tornou algo comum de eu dizer por aqui, mas novamente: PARABÉNS!

    • Pucca 29/04/2010 às 22:06 #

      Olá, Tiago! Bem vindo mais uma vez! 🙂
      Então, não fizemos mesmo a trilha de 20km, a Trilha do Corisco. Fomos informadas no parque que ela está fechada, pois as chuvas do começo do ano comprometeram consideravelmente a segurança do local.
      Desta vez, não foi exatamente um bate-e-volta. Fomos na madrugada da Sexta-feira Santa, e voltamos no domingo logo após o almoço. Vou te falar que está ficando cada vez mais chato ir e voltar do litoral norte, o trânsito está cada vez pior…
      Também estamos procurando lugares próximos a São Paulo. Além do problema financeiro, não temos muito tempo para fazer esse tipo de viagem, já que procuramos aproveitar cada lugar ao máximo e sempre há muitas coisas para ver.
      As nossas viagens sempre são marcadas em cima da hora, como eu te falei, então não dá para ficar combinando muita coisa. Quando conseguimos uns minutos para respirar, lá vamos nós para dentro do carro, muitas vezes sem destino certo! rs
      Sobre o Guaiamum: Que coisa liiiiinda!!! Dá mesmo vontade de ter um desses de estimação, só pra mostrar pros outros (nada de colocar a coisa linda na panela! hunf!)!!!
      Obrigada novamente pelo parabéns!

      Abraço grande!!!

  2. Tiago Souza 27/04/2010 às 14:06 #

    PS: O Guaiamun é muuuuuuuuuuito esplêndido… Vontade de trazer um pra casa né?

  3. Julia 22/09/2012 às 22:40 #

    Ola,
    Excelente post muito obrigada pelas informações tb estou fazendo o passaporte porém ainda nao estive neste núcleo.
    Julia

  4. Andre Petroni Vauclin 11/02/2015 às 19:53 #

    Primeiramente parabéns pelo blog!

    Uma pergunta esse valor de R$ 60,00 foi o valor total pelo serviço do guia ou o valor que cada pessoa pagou?

    Abs.

    Andre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: