Cachoeira dos Amores / Pedra do Baúzinho

10 jul

Às vezes, as viagens que fazemos sem preparação (“no susto”, como se diz), são as mais engraçadas e difíceis de esquecer… essa viagem foi assim, no susto. Um fim de semana, a Flá nos convidou para irmos à São José dos Campos e, de lá, para a Pedra do Baú. Fiquei empolgada, já que tinha ouvido falar da vista maravilhosa. “Vamo aê!!!”

Fomos pela Dutra até São José dos Campos, depois pegamos uma estradinha para a Pedra (passamos em São José para pegar um amigo, há outras formas de se chegar à Pedra do Baú). No caminho, encontramos uma cachoeira muuito simpática, chamada “Cachoeira dos Amores”.

Flávia e a Cachoeira dos Amores

Flávia e a Cachoeira dos Amores

Tem poço para banho! Nem é tão fundo assim!!!

Tem poço para banho! Nem é tão fundo assim!!!

Paga-se uma taxa de R$ 2,00 para a visitação. Tem estacionamento, banheiro e uma pequena área para lanches. O espaço é agradável e pode-se ficar horas nas pedras, tomando sol e batendo papo. A água, claro, é geladíssima! A sorte é que esta cachoeira está em uma clareira, possibilitando que você tome sol durante ou logo depois o banho! 😉

Saindo da Cachoeira, fomos para a Pedra do Baú. Era cedo ainda e achamos que dava tempo de fazer a escalada, que demora por volta de 2 horas. O tempo estava aberto quando saímos da cachoeira, mas foi fechando conforme subíamos a serra… O Complexo da Pedra do Baú fica no município de São Bento do Sapucaí/SP. Normalmente, quem vai pra Campos do Jordão costuma passar por lá (dizem que o acesso é mais fácil). Por São Bento, chega-se através de uma serrinha cheia de curvas e de pista simples, com a maior parte do caminho asfaltada. O pedaço da estrada de terra é bem cuidado e, mesmo em dias de chuva, não costuma causar problemas aos motoristas atentos.

Pedra do Baú (a maior), vista da estrada (ao lado, menor, o Baúzinho)

Pedra do Baú (a maior), vista da estrada (ao lado, menor, o Baúzinho)

De um dos dois esquilos que vêm todos os dias comer frutas

De um dos dois esquilos: fofíssimo!!!

Bom, quando chegamos lá, o tempo já estava completamente fechado, mas ainda não estava pingando… Conversamos com o dono de uma lanchonetezinha que tem antes da trilha e vimos que ele tem um amigo incomum, que vem todos os dias comer frutas. Esse amigo tem um(a) companheiro(a) , que ficou tímido com a nossa chegada e não veio pegar a sua fruta! Na verdade ele veio, e fugiu!!! rs

Quando iniciamos a trilha para a Pedra do Baúzinho, havia algumas pessoas indo embora. Ventava bastante, o céu estava nublado e ameaçando chuva. A Pedra do Baúzinho tem altitude de 1.760 metros. As trilhas entre esta e a Pedra do Baú (1.950 metros) são separadas, sendo esta de mais fácil acesso. A vista de lá de cima é fantástica, sendo possível avistar o Vale do Paiol e a Serra entre os estados de Minas Gerais e São Paulo.

Vista da Pedra do Baúzinho

Vista da Pedra do Baúzinho

Formação de nuvens vista do Baúzinho

Formação de nuvens vista do Baúzinho

O tempo estava fechando mesmo. Sabe como é, nuvens se formando, você começa a perceber gotinhas de água caindo em você, fica olhando as nuvens se movimentarem lá de cima… de repente, o pessoal começou a rir porque o meu cabelo estava ficando em pé. Não sei se vai dar para perceber na foto.

Os cabelos voando... mau sinal!

Os cabelos voando... mau sinal!

Só então nos demos conta de onde estávamos: lugar alto, pedra, nuvens carregadas… percebemos que era estática pura, que estávamos em cima de um monolito e que podíamos ser atingidos por um raio a qualquer momento, posto que já havia começado a chover forte… Ferrou!!! Pelo sim, pelo não, fomos embora! rs Nem preciso dizer que a trilha para a Pedra do Baú miou, né?! Na verdade, até esperamos um pouco no carro, mas não ia mesmo parar de chover. Viemos embora.

E, no caminho, vimos da estrada uma cachoeira que eu não sei o nome, mas que achamos muito bonita. Ela fica em uma propriedade particular, tem um portão fechando a entrada e não sabíamos se podíamos entrar… então não fomos. Mas apreciamos! Olha ela aí:

A cachoeira que vimos do meio da estrada. Alguém aí conhece?

A cachoeira que vimos do meio da estrada. Alguém aí conhece?

Voltamos rindo dos meus cabelos, da situação toda. Mas foi bem sério. Às vezes por um erro bobo, somos pegos de surpresa por situações inesperadas que nos fogem do controle. Dois meses depois, li uma notícia sobre um caso de morte em trilhas. Todo cuidado é pouco, pessoal.

Boa viagem!!!

Anúncios

9 Respostas to “Cachoeira dos Amores / Pedra do Baúzinho”

  1. Clarissa Vasconcellos 11/07/2009 às 07:38 #

    Que lugar lindo, adorei! Vamos entrar sempre no blog de vocês também. Nossa “especialista” em viagens pelo Brasil é a Alícia, mas todas nós gostamos de aproveitar a natureza maravilhosa do nosso país. Beijos

    • Vivi 03/11/2009 às 20:18 #

      Oi

      Adoro viajar, fazer novos amigos, e sabe que essas viagens sem programação (guia, agencia, essas coisas) são muito mais legais né, se aproveita muito mais!!!

      Meu email: vi.vis2009@yahoo.com.br, se quiserem compartilhar conhecimentos ou mesmo marcar uma viagem, estou dentro, sou super alto astral, o importante é curtir a vida, ou CARPE DIEM!!

      Bjs

      • Pucca 03/11/2009 às 22:32 #

        Vivi,
        Obrigada pela visita!!!
        Realmente, essas viagens sem muita frescura são ótimas: não gostou, muda o roteiro e tá tudo certo! Pra falar a verdade, quase todas as nossas viagens são assim, então somos muito suspeitos para falar! rs
        Por enquanto, não há trilhas marcadas, mas as coisas mudam mto rápido aqui entre nós.
        Quando tivermos novidades, entraremos em contato, certo?

        Abraço e seja sempre bem vinda!

  2. Pucca 12/07/2009 às 17:29 #

    Obrigada pelo elogio e pela visita!!
    Esse país tem muitas maravilhas mesmo. Difícil é tempo para ver tudo!! rs

  3. Guilherme 08/03/2010 às 14:13 #

    Olá amigos.
    Com referência à foto da cachoeira aí em cima, é a Cachoeira do Toldi.
    Tem uma trilha (do Toldi) que leva até a cachoeira.

    Abraço

    Guilherme

    • Pucca 08/03/2010 às 23:35 #

      Guilheerme!!! Muito obrigada! Procuramos em diversos sites, mas não achamos nenhuma referência a ela… você sabe nos dizer onde começa a trilha?

      Abraços e volte sempre!

      • Reinaldo 15/04/2010 às 15:26 #

        Olá
        Ela começa num café que fica antes da cachoeira ou pode-se “pular a cerca” caminhar sempre junto ao barranco para chegar até esta cachoeira. Que é muito bonita, e de perto mais ainda

  4. Tuís 09/05/2010 às 21:16 #

    A cachoeira que você vê da estrada chama-se Cachoeira do Toldi.

    Está localizada em uma propriedade particular. Um pouco antes de chegar nela, indo de São Bento para Campos, existe um restaurante à direita. A entrada é por lá.

    • Pucca 11/05/2010 às 21:44 #

      Oláá!!
      No dia que estivemos lá, ficamos muito curiosos para conhecer a cachoeira e saber o nome, mas não havia ninguém por perto para perguntar.
      Ficamos mesmo de voltar a São Bento (pra visitar a Pedra do Baú, sem chuva), certamente iremos até a cachoeira.
      Obrigada pela dica!

      Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: