Tudo que a gente não quer

20 maio

A gente cansa da cidade.
Cansa dos vários tons de cinza, cansa dos sons e odores (ou eu deveria dizer “fedores”?), das muitas luzes e desse monte de gente apinhada desputando centímetros à empurrões.
A gente aguarda ansiosamente por um feriado ou final de semana prolongado pra sentir o cheiro do mato, ver uma aguinha correndo e um céu tão pontilhado de estrelas que dá até pra brincar de procurar satélites e constelações.
Pois é, já que o mundo tá superlotado é ponto pacífico que trânsito e pessoas estão em todos os lugares, mas tudo o que a gente não quer ver é mais lixo e mais poluição.

Tudo que a gente não quer ver

Tudo que a gente não quer ver

Infelizmente nos melhores e mais longínquos lugares que temos ido, não faltam pontas de cigarro, latinhas e garrafas vazias nas trilhas. Mas isso não é tudo: para nossa infelicidade já deparamos com embalagem de shampoo, tênis furado e chinelos velhos, papel higiênico e absorvente íntimo (eca!).

Fala sério!!! Quando encontra com um objeto desses você passa a duvidar não somente da educação mas principalmente do grau de evolução de quem deixou isso ali.

Outro desgosto são as pichações: quem é esse Carlos Adão meu Deus do céu?

Quem ou o que é isso?

Quem ou o que é isso?

Não bastassem os muros do centro, o pior é que esse indivíduo viaja, e muito! Preste atenção, esse nomezinho está em todo lugar: nos guard rails das principais rodovias; por todo o litoral, de Ubatuba até a Ilha do Cardoso; no interior e até no Rio de Janeiro, no caminho de Visconde de Mauá se acham pedras pichadas.
A pergunta que não quer calar: com que finalidade?
Promoção pessoal? Pode ser, há uma enorme quantidade de fóruns na net sobre Carlos Adão, mas se trata-se apenas de marketing, a estratégia parece um pouco fraca já que só sinaliza um nome.
Ou talvez (e eu aposto nessa hipótese) seja um marco para a posteridade, quando todo lugar for comum e estivermos soterrados pelo lixo.
Lamentável!

Anúncios

4 Respostas to “Tudo que a gente não quer”

  1. Pucca 20/05/2009 às 23:32 #

    Realmente, é lamentável a quantidade de lixo que encontramos por aí. O pior é imaginar que as pessoas queiram deixar marcas nos lugares com bitucas de cigarro, latas de cerveja e outras ‘cositas mas’, como mencionou a Flávia no post acima. PelamordeDeus, sejam conscientes! Carregar uma sacolinha de lixo nunca matou ninguém! Preservem!!!

  2. Carlos Adão 15/03/2010 às 19:47 #

    É mesmo gente, mas A verdade mesmo é qui eu ganho mais tde trinta milhões de reais pelo governo do Lula que sucede as latas de tintas para eu no fulturo ser o presidente dos Estados Unidos e com isso confrotaremos os 2 paises com a lei que vai ficar em vigor do valor do dólar…
    E jente abra os olhos Jesus esta voltando!!!ACREDITEM!!!

    • Pucca 16/03/2010 às 00:14 #

      Prezado Carlos Adão,
      bem vindo ao nosso blog, morada de textos sobre nossas aventuras e desventuras.
      Fiquei em dúvida se vc é mesmo o “Carlos Adão” cujo nome temos visto escrito nos muros e pedras Brasil afora, ainda temos dúvida se é uma só pessoa que escreve isso. Mas se é você mesmo, nos responda a uma pergunta simples: em quanto tempo esteve em todos estes lugares? E como fez isso?

      Abraço!

    • Flávia 16/03/2010 às 09:31 #

      Tomara que Jesus volte logo “jente”!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: